Alexânia: Lago Corumbá IV terá unidade de grande empresa de marinas

BR Marinas projeta implantar unidade no Entorno do Distrito Federal. Durante assinatura do protocolo de intenções, em Alexânia, governador destaca importância do turismo. Também no município, o Estado  entrega lancha Triton 380 ao 3º Comando Regional do Corpo de Bombeiros Militar. Em Alexânia, Governador assina protocolo de intenções com maior rede de marinas da América Latina para implantação de unidade às margens do lago Corumbá IV

  Fotos: Cristiano Borges  

O potencial hídrico de Goiás e o fortalecimento do turismo na região do Entorno do Distrito Federal (DF) foram fatores decisivos para a assinatura de um protocolo de intenções, entre o Governo de Goiás e a BR Marinas, nesta quinta-feira (13/05), em Alexânia.

No documento, a única rede de marinas do País e maior da América Latina, prevê a implantação de uma unidade da empresa às margens do lago Corumbá IV. A medida quer fomentar e alavancar a indústria náutica na região.

"Turismo, indiscutivelmente, é o que mais trará retorno diante da demanda por emprego que temos hoje no Brasil", projetou Caiado durante assinatura do protocolo de intenções. No ato, ele também se comprometeu a oferecer as condições necessárias para a instalação da empresa em Goiás. "Do ponto de vista técnico, o que depender de nós, num curto espaço de tempo, faremos o que for preciso para dar condições para que a marina seja instalada nessa região", afirmou.

O lago Corumbá IV, formado para a exploração do potencial hidrelétrico do rio Corumbá, banha sete municípios. Nesta quarta-feira (12/05), antes da assinatura do protocolo de intenções e anúncio de investimentos na região, o presidente da Goiás Turismo, Fabrício Amaral, acompanhado da comitiva de empresários da BR Marinas esteve em Abadiânia. Hoje, ele vai também para Luziânia. As três cidades estão próximas a Goiânia e Brasília e já se consolidam como destinos turísticos.

"Toda marina é uma plataforma de desenvolvimento muito grande. Por meio dela vêm comércio, serviços, crescimento econômico e emprego. A BR é uma investidora que tem oito marinas, com experiência. Trazê-la para Goiás é bem significativo para o Estado", avaliou o presidente da Goiás Turismo.

Titular da Secretaria de Indústria, Comércio e Serviços (SIC), José Vitti, diz que o Governo do Estado está com as portas abertas para receber novos investimentos, especialmente na área do turismo, que foi duramente afetada em razão da pandemia. "Temos que apoiar essa iniciativa e criar as condições possíveis e necessárias para que a empresa se instale no Entorno do Distrito Federal, que é uma das regiões prioritárias do governo", disse Vitti.

Segundo a presidente da BR Marinas, Gabriela Lobato Brandão Marins, o crescimento e a exploração turística do Lago Corumbá IV evidencia também o potencial da região para o desenvolvimento da indústria náutica. "Fiquei maravilhada com o potencial da região. Vamos mudar a estratégia da BR Marinas, além de comprar marinas existentes, vamos abrir exceção para Goiás. Porque é uma região incrível. Tem tudo para ser o maior polo turístico do Brasil", projetou a presidente.

O prefeito de Alexânia, Allysson Silva Lima, comemorou a chegada do empreendimento. "É a realização de um sonho para nós", disse. O Lago Corumbá IV tem aproximadamente 173 quilômetros de área e capacidade para 3,7 trilhões de litros d'água. Ele banha as cidades de Abadiânia, Alexânia, Corumbá de Goiás, Luziânia, Novo Gama, Santo Antônio do Descoberto e Silvânia. Apresenta potencial de exploração turístico e náutico.

Corpo de Bombeiros

Após a assinatura do protocolo de intenções, o governador Ronaldo Caiado, acompanhado do secretário de Segurança Pública, Rodney Miranda, e do comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Esmeraldino Jacinto Lemos, entregaram uma lancha Triton 280 ao 3º Comando Regional do Corpo de Bombeiros Militar.

A lancha será usada em operações de busca e salvamento nos rios e lagos do Estado. A embarcação náutica havia sido apreendida durante operação de combate ao tráfico de drogas, em Goiás. O Governo Estadual, diante da necessidade de aumentar o aparato do Corpo de Bombeiros Militar, solicitou o uso do veículo à Justiça. "Antes ela estava servindo o tráfico. Era usada para tirar vidas. Agora vai ser utilizada para salvar vidas", afirmou Esmeraldino Jacinto Lemos, comandante geral do Corpo de Bombeiros.

Em seu pronunciamento, durante a entrega da lancha, o secretário de Segurança Pública, Rodney Miranda, lembrou os esforços do Governo de Goiás no combate à criminalidade. "A nova política de segurança do Estado, implementada pela gestão do governador Ronaldo Caiado, tem como princípios não só apreender cargas de traficantes, mas dar destinação favorável dos bens apreendidos à sociedade", destacou.

A autorização para utilização foi concedida em alvará judicial, assinado pela juíza Placidina Pires, da 1ª Vara dos Feitos Relativos a Delitos Praticados por Organização Criminosa e de Lavagem de Capitais de Goiânia. A decisão foi embasada pelo artigo 133-A do Código de Processo Penal, que prevê a utilização de qualquer bem sequestrado, apreendido ou sujeito a medida assecuratória, pelos órgãos de segurança, desde que constatado o interesse público.
Compartilhar

Por: Da redação

"Não viva para que a sua presença seja notada, mas para que a sua falta seja sentida." (Bob Marley)

0 comentários:

Postar um comentário